sábado, 15 de março de 2008

Entrevista - Nicolas Berghan

ADAPTAÇÃO é a palavra que me vem à cabeça quando penso em Nícolas Berghan, 17 anos, nascido no município de Novo Hamburgo/RS, mas desde pequeno morador de Portão/RS, que foi criada em 09 de outubro de 1.963, possui aproximadamente 25.000 habitantes e fica a 37Km de distância da capital, Porto Alegre. Mais adaptação é algo que ele conhece bem, pois depende disso para poder sobreviver.

Nada na vida é por acaso, e sua limitação física não o impede de levar uma vida que julgamos ser “normal”, onde erroneamente consideramos como sendo “normal”, a vida de uma pessoa que não possui nenhuma deficiência, seja ela física, mental ou por doença que possa de alguma forma impossibilitá-la. Ele sabe que com força de vontade irá conquistar seus objetivos.

O skate entrou em sua vida há seis anos, o interesse veio do convívio com seu irmão que já praticava o esporte e o ajudou a montar seu primeiro skate. Desde então é um apaixonado pelo esporte, não medindo esforços para evoluir, e para isso reinventa as manobras em sua maneira única de andar.

Vamos então conhecer um pouco mais da vida desse guerreiro, sua personalidade e seus planos.


Wallrider - Foto: Camilo Neres

Fernando Arata: Tudo que envolve a sua locomoção irá te limitar, na sua vida isso o impediu de realizar algo?

Nícolas Berghan: nunca, minha limitação sempre me deu forças para lutar pelos meus objetivos e seguir em frente. É somente um obstáculo a mais a ser superado!

Fernando Arata: O que representa o skate para você, acredita que depois que começou a praticar o esporte viu as barreiras impostas pela vida de outra maneira, sendo mais fácil superá-las?

Nícolas Berghan: o skate para mim significa superação e com certeza as barreiras se tornaram mais fáceis de transpor depois que o esporte entrou na minha vida, tudo ficou mais fácil... o skate me ajudou muito a eliminar do meu vocabulário as palavras “não posso”, “não consigo”.

Varial flip - Foto: Carlos Ribeiro

Fernando Arata: Onde podemos encontrá-lo praticando o esporte? Você sempre vai aos mesmos lugares, nos mesmos “picos”, ou está sempre explorando novos lugares e possibilidades de andar?

Nícolas Berghan: curto muito achar “picos” novos, sempre que dá estou indo a cidadezinhas, construções abandonadas... a procura de lugares novos e inusitados! Mais ando muito na pista pública de Novo Hamburgo, quando sobra grana pras passagens vou para o IAPI...

Fernando Arata: Hoje em dia o esporte está mudando, não sendo os campeonatos a principal maneira de mostrar um trabalho. Você acredita que essa mudança te beneficia, já que os campeonatos não interessam a você e com isso um patrocinador pode de outra maneira utilizar a sua imagem?

Nícolas Berghan: com certeza isso muda muito pra min, pois sou um skatista que tem um marketing pessoal focado em fotos, filmagens, demos... E no Brasil o que mais interessava as marcas era aquele insignificante um minuto do campeonato. Eu nunca pude competir de igual para igual. Mais felizmente isso esta mudando, em passos de formiga mais está. Espero que meus filhos possam usufruir um skate melhor do que eu tive, com mentes mais abertas.

Shove-it - Foto: Rodrigo Kbça

Fernando Arata: Esse ano você termina o ensino médio, já está decidido em continuar os estudos? Qual seria o curso que pretende cursar?

Nícolas Berghan: ano que vem eu pretendo entrar em uma faculdade de publicidade e propaganda, me esforçar ao máximo durante o curso. Provavelmente vou ter que me mudar para perto da faculdade, trabalhar para pagar as contas... o skate então ficaria para segundo plano! Infelizmente...

Fernando Arata: Viver do skate ou algo relacionado a ele é um objetivo seu?

Nícolas Berghan: é um grande objetivo, um grande sonho... mais hoje em dia é pra poucos! Mais não desisto fácil não, mesmo fazendo faculdade, trabalhando, ainda vou batalhar pelo meu lugar ao sol!

Fernando Arata: Você pratica algum outro esporte ou atividade física?

Nícolas Berghan: sim. Nado, faço trilha de bike, jogo uma peladinha...

360° flip - Foto: Camilo Neres

Fernando Arata: O que você gosta de fazer quando não está andando de skate ou estudando? Quais são seus hobbies?

Nícolas Berghan: gosto de estar com a família, tirar fotos, assistir filmes, sair com os amigos para tomar uma cervejinha, ouvir um som...

Fernando Arata: O quanto o apoio da Família é importante para você, em sua vida, para alcançar seus objetivos e realizações?

Nícolas Berghan: é muito importante, de um valor inestimável! Se não fosse o apoio deles, o incentivo, eu não seria a metade do que sou hoje... eles construíram a pessoa que sou hoje!

Fernando Arata: Agora o espaço está aberto para você, Nícolas, para agradecimentos, críticas, sugestões...

Nícolas Berghan: primeiramente agradeço a você, Fernando, pelo apoio e pela bela entrevista. Agradeço também a minha família, amigos, patrocinadores...

Nícolas Berghan "Ciborg" - Vídeo Promo


Para conhecer um pouco mais sobre Nícolas Berghan, acesse:

Fotolog: http://www.fotolog.com/nicolasciborg
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=10504809374903966124

Se quiser entrar em contato com ele:

E-mail: nicolas.berghan@gmail.com
MSN: ciborg_sk8@hotmail.com


Essa entrevista foi publicada no Skate em Foco e Sk8.com.br.

Link’s para a matéria:


2 comentários:

Guilherme Silva Garcia disse...

Poxa meus parabéns, sou fã de caras como você que vence os obstaculos.
Esse é meu primeiro post aqui, muito bom o Blog !

Rafael Bernardes disse...

Pow, falar o que do Ciborg?
O cara vem pra sessão, anda muito, se arrebenta, rasga a roupa toda e no final tá com aquele sorriso de orelha a orelha...só isso já basta pra ser feliz.
Fernando parabéns pelo conteúdo do Blog.
Abraço.