quarta-feira, 26 de março de 2008

Artista expõe skate na Casa da Xiclet

Natural do ABC paulista, Jacó se interessou pela arte do pincel quando em 2000, incentivado pelos pais começou freqüentar aulas de pintura.

Aprendeu as técnicas do estilo acadêmico com o professor Edson Raposeiro e pintou diversas paisagens que fotografava em suas viagens e cotidiano.

Participou de exposições como a “Mostra Nova Gente 2” e a Expo Art Ben. Expôs a tela “Meio Ambiente” no I Salão Nacional de Artes e em 2003 ganhou o Prêmio Revelação com a obra “Pôr do Sol” no IV Salão da Primavera.

Sempre atrás de conhecimento, aprimorou sua arte com diversas técnicas e hoje mistura sua bagagem para retratar outra paixão, os esportes urbanos. Skate é o foco principal e suas telas do tema estarão expostas na Casa da Xiclet durante o próximo mês de abril.

Tela - Artista: Jacó

Seu trabalho também pode ser visto na Feira. Como Assim? que acontece todos os sábado na conhecida Praça Benedito Calixto, em São Paulo-SP.

Link do artista: http://www.flickr.com/photos/jacotelas


CASA DA XICLET GALERIA
Rua Fradique Coutinho, 1855 – Vila Madalena - São Paulo/SP
Fone: (11) 8420-8550
seg-sex: 10h/20h - sab-dom-fer.: 14h/18h
Ingressos: R$5 ou R$10 (com direito, respectivamente, a uma obra em pequeno formato ou um catálogo de exposição).

Divulgação: Carolina Ferrari


Um pouco sobre a Casa da Xiclet

Como tudo começou...
Mariane Abakerli

A Galeria “Casa da Xiclet” surgiu em agosto de 2001 a partir de um projeto de intervenção urbana quando foram colocadas faixas com trocadilhos na frente da casa. A casa da “Xiclet” então localizada a rua Fradique Coutinho 1255- Vila Madalena, que sempre foi ponto de encontro de artistas, jornalistas, amigos, inimigos e conhecedores das artes, tornou-se assim um espaço de troca e ebulição de idéias. Tudo começou a partir de uma brincadeira que envolve a vida de todos nós, ou seja, a necessidade de se contar problemas, então foi exposta a primeira faixa: ‘OUVE-SE PROBLEMAS POR R$ 1,99 A HORA”, o que chamou a atenção pela primeira vez para a “Casa da Xiclet” num âmbito mais urbano, legitimando a arte marginal, feita sem recursos, onde o principal era e é a CRIATIVIDADE. Assim, percebendo o potencial da sua casa a Xiclet em outubro de 2001 convidou sua amiga e artista plástica Fabiana Arruda para expor seus trabalhos em sua casa e, desde então, vem mantendo , como pode, uma programação constante.

“A Casa da Xiclet é um conceito que extravasa a questão local, geográfica, ligada a idéia de troca obrigatória de lugar. Expansão necessária....se falta dinheiro aqui, vai-se pra outro lugar mas, independente da casa-local o conceito de Arte permanece. A Xiclet é capaz de fazer uma exposição numa mochila, num banheiro, na Feira da Benedito Calixto, na casa dos outros ou na casa da mão Joana”. Alexandre de Araújo Bispo

Quer conhecer mais sobre a Casa da Xiclet, acesse:

http://casadaxiclet.multiply.com/

3 comentários:

T.•. disse...

pois é, não usaram a arte ( do cartaz feminino)de ultima hora , pq preferiram uma foto de uma skatista ao invés de um desenho. Uma pena!
bjs
TAt MArques

Faisca disse...

Muito foda os trampos hein?

Rafael Bernardes disse...

Cara que trabalhos fantásticos. Queria tem uma reserva pra investir em umas dessas artes.
Muito bom mesmo.
Abraço.